sábado, agosto 20

Summer Pudding


Sou acordada com os primeiros raios de sol que entram pela perciana meio aberta. A temperatura que já se faz sentir leva-me a mais um dia de verão. Mais um fim de semana em que se vive em pleno esta estação, onde reina a boa disposição, as gargalhadas, os sorrisos, as cores e sabores desta estação.
Os aromas que invadem a casa, vêm directamente da minha cozinha. Aromas de verão, sobretudo da fruta que tenho espalhada pela bancada, pelo frigorífico e pela fruteira, trazida no dia anterior, do quintal da casa dos meus pais. Assim sou anestesiada logo pela manhã pelos aromas frescos, pelos sabores adocicados e pelas cores vivas e coloridas, que para além de me acompanharem no pequeno almoço, instalam-se por completo cá em casa.
Na bancada junto à janela, numa linda taça de cerâmica as últimas ameixas Rainha Cláudia, tão pequenas e suculentas. Ao lado, 3 pêssegos bem maduros de cor alaranjada que irão fazer as delicias ao pequeno almoço acompanhado de um iogurte natural e de alguns frutos secos.
Na fruteira as primeiras pêras, ainda algo rijas como eu gosto. Sou uma privilegiada, fico sempre com as primeiras pêras da colheita, mais rijas mas cheias de sabor. Brevemente irão fazer companhia às pêras os figos que estão quase maduros. No frigorífico, mais uma taça com morangos biológicos que eu própria colhi do morangueiro. Não são muito grandes, mas em proporção inversa são repletos de sabor, tão diferentes do que se compram nas grandes superfícies que não têm qualquer sabor.
Não poderia esquecer as meloas e a melancia, que orgulhosamente colhi das terras que ajudei a cultivar com o meu pai. É tão gratificante, que após algum tempo a cuidar delicadamente de toda a plantação, pouco a pouco se vá vendo as meloas e as melancias a crescer até amadurecerem e serem apanhadas. Depois... depois enchem o frigorífico cá de casa, e confortam o estômago e a alma.



Gosto de a comera fruta ao natural, no pequeno almoço, num lanche ou simplesmente no almoço. Aproveito também para fazer sobremesas ou utiliza-la em bolos e compotas, principalmente a que amadurece mais rapidamente. Alguns tipos de fruta opto por congelar para depois preparar sobremesas ou gelados, tão apreciados ultimamente por aqui.

domingo, agosto 14

Ovos com Tomate e Queijo Feta ... ou será mais Tomatada com Ovos e Feta!!!





Se há refeições que gosto de preparar com todo o entusiasmo são aquelas que me transportam para recordações, memórias de infância. Das que coloco aquele amor especial, aquela pitada de carinho único. São preparadas refeições que transbordam sentimentos numa mesa recheada de sorrisos, emoção e acima de tudo muito sabor.

Estamos em plena época de férias, as férias grandes para quem é estudante de anos ainda do primeiro ciclo. Sinto-me como se estivesse, agora, em pleno pátio da casa da minha avó, nas minha a reviver as minhas férias de Verão. Um pátio que para além de dar acesso à casa e a um sótão onde se guarda todos os anos a colheita de batatas novas, é um local que se inicia com alguns vasos de plantas e que se estende com um banco corrido de madeira e uma mesa igualmente de madeira a seu lado. Era e é nessa mesa que ainda se colocam todos os legumes e fruta que se apanham do quintal. É lá que se escolhe as nabiças e os espinafres, que se coloca as abóboras e as courgetes aquando a colheita e os tomates, Uma mesa preenchida por um vermelho sangue, por tomates de todos os tamanhos, uns mais maduros que outros, mas todos eles com um sabor inigualável.

domingo, agosto 7

Gelado de Tiramisú





Temperaturas elevadas e calor, muito calor é assim nos últimos tempos. Gosto do calor e do Verão, mas sinceramente não com temperaturas tão elevadas, onde só estamos bem na praia e em banhos no mar ou a fazer piqueniques em lugares mais frescos e à sombra. Dias que nos recordam as férias já passadas que mais perece que foram há imenso tempo e somente passaram mais de quinze dias. Aguarda-se pacientemente as próximas que hão-de chegar daqui a mais umas semanas, para o merecido descanso.

Dias quentes (ou muito quentes) pedem refeições ligeiras, saladas, grelhados acompanhados por refrescos ou limonadas e gelados, muitos gelados.
Sou fã de gelados, principalmente aqueles cheios de sabor, sabores que eu aprecio. De todos os possíveis são os de fruta que menos me cativam, com algumas excepções como é o caso do gelado de maracujá ou de framboesa. Já pelo contrário não resisto a um bom gelado de noz, de chocolate, de caramelo ou até de café... Os sabores são imensos e as combinações possíveis infinitas... é só mesmo saborear, em copo ou em cone, o mais rápido para não se derreter :)


sábado, julho 30

Salada de Nectarinas, Mozzarella e Presunto




Dei inicio às minhas férias sugerindo esta refrescante Salada de Melancia e Feta e regresso com mais uma salada. O calor que se tem feito sentir, dias de Verão pleno em que os temperaturas elevadas são testemunhas disso mesmo, deixam-me sem vontade de preparar refeições mais complexas. Os bolos e pudins dão lugar a gelados e sobremesas mais frescas, os assados no forno são substituídos por grelhados e saladas. Fáceis de preparar, bem coloridas, leves e bem frescas tornam-se o prato principal de qualquer refeição.
A sua versatilidade e conjugação de sabores, texturas e aromas levam a que cada salada seja mais que uma simples salada. Uma base preparada com algumas folhas de alface ou rúcula, couve-roxa ou até agrião bébé. Junta-se uns pedaços de queijo ou de outras qualquer proteína, algumas sementes ou até frutos secos. São uma excelente opção para reaproveitar comida, como é o caso de arroz ou até sobras de frango assado. Combina-se fruta e outros vegetais ou legumes e eis que sai uma salada repleta de frescura. Aromatizada com azeite e bálsâmico ou com outro qualquer molho são uma óptima escolha para levar para a praia, para o trabalho ou mesmo para saborear em casa, confortavelmente sentada no sofá a desfrutar uma tarde quente de Verão.


Ao longo dos meus dias de férias foram as refeições ligeiras que imperaram. Como já é hábito, nesta altura do ano, são as terras algarvias que me acolhem durante alguns dias onde reina o descanso, os passeios à beira mar, tardes de praia, jantares no terraço, mergulhos na piscina, bolas de berlim... Adoro poder desfrutar de mais um pedacinho do nosso pais com toda a calma e tranquilidade se exige, reforçando forças para as próximas semanas de trabalho. Este ano, ao contrários de outras férias, o computador foi deixado de lado e o telemóvel meio que esquecido. Privilegiei momentos de leitura, grandes passeios à beira mar, as caminhadas e corridas matinais e as esplanadas em plena noite.